Laboratório Central do RS identifica bactéria inédita e rara no país

Por: LabNetwork | Data da Postagem: 18/07/2016

O Laboratrio Central do Rio Grande do Sul (IPB-Lacen), da Fundao Estadual de Produo e Pesquisa em Sade (Fepps), isolou e identificou cepa indita de meningite no Rio Grande do Sul. Trata-se de uma variao da bactria Neisseria meningitidis, causadora da maior parte dos casos de meningite diagnosticados no estado e no pas.

Essa bactria classificada por grupos. As mais frequentes so dos grupos B, C, W e Y, j o Grupo X tem pouca circulao. Esse novo tipo de meningite bacteriana foi identificado pela primeira vez no Rio Grande do Sul em uma criana de trs anos.

O trabalho de investigao foi feito pelo corpo tcnico da seo de bacteriologia, coordenada por Loeci Natalina Timm, que atua na vigilncia laboratorial de casos suspeitos de meningite no Rio Grande do Sul.

Os ltimos relatos do Grupo X foram no ano 2000 em Minas Gerais, em 2012 na Argentina e em 2013 em So Paulo e na Argentina novamente.

A confirmao dos resultados teve a colaborao do Laboratrio de Referncia Nacional, o Instituto Adolfo Lutz IAL/SP. “Essa descoberta muito importante para a sade pblica, pois identificar uma nova cepa permite que a vigilncia epidemiolgica atue no monitoramento e acompanhamento de novos grupos circulantes”, explicou Loeci Timm.

Conforme o diretor Fernando Kappke, o Lacen o laboratrio de referncia estadual em sade pblica, sendo importante informar a todos os servios de sade que o fluxo de encaminhamento de amostras ocorre pela Vigilncia em Sade: estadual e municipais. Os resultados so disponibilizados no menor intervalo de tempo possvel, atravs do Sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL, com acesso via WEB, 24 horas, nos setes dias da semana.